Notícias locais

2 de abril de 2018

Saiba quais são as mudanças na declaração do imposto de renda 2018


Entre as principais novidades está a obrigatoriedade em apresentar o CPF dos dependentes com oito anos ou mais

Termina no dia 30 de abril, às 23h59, o prazo para entrega da declaração do imposto de renda de pessoa física (IRPF) 2018. Neste ano, a Receita Federal realizou algumas mudanças e, agora, exige mais informações sobre os bens do contribuinte, como imóveis e veículos, e depósitos em conta e aplicações. Entre as principais novidades está a obrigatoriedade em apresentar o CPF dos dependentes com oito anos ou mais, completados até 31 de dezembro de 2017 (antes, a idade era 12 anos). Fornecer mais detalhes pode tomar mais tempo, e o contribuinte deve estar atento ao prazo de entrega da declaração. Quem descumpre a data é multado em, no mínimo, R$ 165,74 e, no máximo, em até 20% do imposto devido.

São obrigados a declarar o IRPF 2018 os contribuintes com renda anual igual ou acima de R$ 28.559,70 em 2017, valor mínimo definido pelo governo, e também quem teve rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40 mil; receita bruta de atividade rural acima de R$ 142.798,50; quem obteve, em qualquer mês de 2017, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em Bolsas de Valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; quem tinha, até 31 de dezembro do ano passado, a posse ou a propriedade de bens ou direitos de valor total superior a R$ 300 mil; e quem passou à condição de residente no Brasil.

Entre as alterações feitas no IRPF está a área de declaração de bens, em que é possível informar, no caso de veículos, o número do Renavam e, no caso de imóveis, a inscrição municipal (IPTU), data de aquisição, endereço completo, área total do imóvel e, se houve registro no Cartório de Registro de Imóveis, informar ainda número da matrícula e nome do cartório. Nos campos referentes à conta bancária, é possível colocar o CNPJ da instituição financeira, agência e número da conta. Confira a matéria completa aqui.

Voltar para Notícias